string(7) "#ef8567" Saltar para o conteúdo principal Mapa do Site Ajuda de navegação e acessibilidade web

LU.CA arranca programação do novo ano com animais em destaque

Descobre a programação do LU.CA - Teatro Luís de Camões para os primeiros meses de 2022

Nos primeiros meses de 2022, o LU.CA – Teatro Luís de Camões aposta em teatro para todas as idades, uma exposição, um baile de Carnaval, uma conferência sobre crítica de artes performativas e ainda visitas guiadas. Em fevereiro, os animais dominam o palco do teatro (e não só).

 

O ano arranca com Não Há Duas Sem Três, de Catarina Requeijo, que conclui a trilogia de espetáculos iniciada com “A Grande Corrida” e “Muita Tralha, Pouca Tralha”. De 14 a 30 de janeiro, a atriz e encenadora volta ao formato de monólogo “todo-o-terreno” recorrendo às já conhecidas personagens: Manuela, a sobrinha automobilista, Odete, a tia orgulhosa, e Alfredo, o tio rezingão. Desta vez, a família quase perfeita reúne-se na feira popular.

 

A Playlist para Dançar com e sem adultos, de CelesteMariposa, marca o início de fevereiro, que depois segue com A Quinta dos Animais num mês sob o signo dos animais. O encenador Tonan Quito adapta a fábula distópica de George Orwell, em cena de 4 a 13 de fevereiro. A peça propõe uma reflexão sobre as temáticas do livro e a tomada de poder. E se as crianças que vierem ver esta peça, aproveitando-se do teatro, se apropriarem da história? E se triunfarem?

 

Em paralelo, igualmente inspirada na obra de Orwell, o entrepiso do LU.CA recebe a exposição Urros, Balidos e Rugidos: O Protesto Gráfico-onomatopeico dos animais, de Carolina Celas e Gabinete Paratextual. Com curadoria da galeria Senhora Presidenta, a mostra fica patente de 4 a 25 de fevereiro.

 

Para espectadores a partir dos 3 anos, o teatro apresenta ainda Parece um Pássaro, uma criação da Plataforma285 e Raimundo Cosme. Partindo do livro homónimo de David Machado, Raimundo Cosme conta a história do menino que encontra um curioso chapéu, fundindo a leitura encenada com o teatro e recorrendo também aos elementos visuais criados pelo ilustrador Gonçalo Viana. De 18 a 25 de fevereiro.

 

Este ano o Carnaval volta a ser festejado no LU.CA com uma tradição que já faz parte da sua curta história. Depois de um ano sem ter sido realizado, o Baile de Carnaval regressa nos dias 27 de fevereiro e 1 de março, com Fernando Alvim ao leme da animação musical.

 

A conferência Escrever às Escuras também regressa para a segunda edição nos dias 2 e 3 de março. Organizada em parceria pelo LU.CA e pelo Centro de Estudos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, pretende explorar o tema da crítica especializada sobre espetáculos para crianças e jovens públicos, entendo-a como uma forma de exercício crítico e de cidadania.

 

Nos dias 5 e 6 de março, para assinalar o mês em que damos as boas-vindas à primavera, o Festival PLAY programou uma sessão de cinema que apela à mudança. Mudar de Ideias é o título do programa, que inclui curtas-metragens de mais de uma mão cheia de países.

 

Ainda no mês de março, o teatro acolhe a estreia de Eu cá, Tu lá, de Nuno Lucas. Partindo do universo de entrevistas feitas a crianças em diferentes lugares em Portugal Continental e nas Ilhas, o espetáculo apresenta-se como uma peça de iniciação à escuta do outro.

 

Para encerrar a programação dos primeiros três meses do ano, lança-se um convite para celebrar o Dia Mundial do Teatro. Nos dias 26 e 27 de março, as portas do LU.CA abrem-se para Visitas Guiadas aos corredores e aos segredos do espaço pela equipa do teatro.