string(7) "#ef8567" Saltar para o conteúdo principal Mapa do Site Ajuda de navegação e acessibilidade web
Leitura Oficina

O Livro das Memórias

Paula Delecave
24 a 31 de maio

Informações técnicas

Escolas 24, 25, 26, 27, 28 e 31 de maio: 10H30
Classificação Etária M/6
Adequado ao 1.º Ciclo
Duração 2 horas
Preço Escolas 1€ por criança
Obrigatória inscrição prévia até 21 de maio para escolas@lucateatroluisdecamoes.pt

Qual a memória que não gostarias que fosse apagada?
Ao que mais gostas de brincar com os teus avós?
Se apanhasses um foguetão que te levasse ao tempo onde os teus pais ou avós têm a tua idade, o que iriam fazer juntos?

Em maio, regressamos às Escolas!

Paula Delecave, ilustradora do recém-lançado livro A avô tem uma borracha na cabeça, com texto de Rui Zink e editado pela Porto Editora, traz a linguagem da colagem e o imaginário do livro – memória e esquecimento – para esta oficina onde viajamos por diferentes épocas sem sair do mesmo lugar.

 

«Tal como no livro O Avô tem uma borracha na cabeça, onde o menino e o seu avô têm uma relação forte, também eu aprendi e vivi muitas coisas com a minha avó. Tenho muitas memórias com ela: fazer disfarces de carnaval, viagens ou almoços em família.

Na casa da minha avó fiz muitas colagens e é isso que iremos fazer na oficina de lembrar memórias. Sejam elas com os teus avós ou com alguém da tua família que seja de um tempo diferente do teu.

Faremos um breve livro de memórias. Ele será composto por desenhos, colagens, textos e fotografia (cada um traz a sua!) feitos durante a oficina em atividades que giram à volta das nossas memórias, como se fossemos descobridores ou arqueólogos e pudéssemos viajar num foguetão do tempo.

Para participar é muito importante trazer uma fotografia ou uma cópia que possas recortar, tua e de uma da pessoa com quem tens memórias, seja um familiar ou amigo.»

 

 

Paula Delecave (Rio de Janeiro, Brasil 1975)

Designer e ilustradora. Utiliza a colagem como linguagem. Ilustrou o livro Que aventura ser Matilde, da Associação Pais em Rede (Lisboa), texto de Rui Zink e apoio da Fundação Calouste Gulbenkian e Quando João ficou sem palavras, ed. Memória Visual, Rio de Janeiro. Trabalhou para revistas e editoras no Rio de Janeiro e em São Paulo. Recentemente criou o espetáculo para dois retroprojetores Frutoscópio, com António Jorge Gonçalves, (Fundação Calouste Gulbelkian, Teatro Maria Matos) e O convidador de Pirilampos a partir do texto de Ondjaki (São Luiz Teatro Municipal, Centro Cultural Vila Flor, Centro de Artes de Ovar, Teatro Carlos Alberto e Espaço do Tempo). Recentemente, lançou o livro O avô tem uma borracha na cabeça, editado pela Porto Editora, numa nova parceria com texto de Rui Zink, onde utilizou a colagem como linguagem.

 

Temáticas de orientação curricular

Pensamento crítico e pensamento criativo

Linguagem e textos

Relacionamento interpessoal

Desenvolvimento pessoal e autonomia

Sensibilidade estética e artística