Saltar para o conteúdo principal Mapa do Site Ajuda de navegação e acessibilidade web
Dança

A Caminhada

Bruno Alexandre
24 de janeiro a 2 de fevereiro
Fotografia dos dois interpretes do espetáculo com óculos de mergulho e headphones coloridos

Informações técnicas

Escolas 24, 29, 30, 31 de janeiro: 10H30
Famílias 25, 26 de janeiro e 1 e 2 de fevereiro: 16H30
Sessão descontraída 1 de fevereiro: 16H30
Classificação etária M/6
Duração 35min
Preço Escolas €3 < 18 Anos
1€ escolas TEIP
Acompanhantes isentos
Preço Famílias €3 < 18 Anos
€7 > 18 Anos
Descontos aplicáveis

A Caminhada é um lugar de descoberta do mundo sem sair da nossa imaginação. Ficamos dentro dos nossos neurónios a fabricar aventuras e usamos a brincadeira (lugar da transgressão e da utopia) como um gesto radical.

Este espetáculo de dança é também sobre crescer de muitas formas e rodeado de invenções. É sobre ter que inventar brincadeiras para ocupar o tempo. É sobre falas e danças imaginárias. É como mergulhar num livro de aventuras e passar a ser a personagem desse livro, ou entrar dentro da tela de cinema e passar a ser feito de outra realidade.

São danças de brincar, para brincar ao crescer. Tudo se mistura quando começamos a brincar e o tempo fica suspenso num lugar mágico. E podemos misturar todos estes mundos a dançar? O que é uma dança puzzle? E uma dança telecomandada? Ou uma dança telepática? Ou uma dança pedra-papel-tesoura? E o que é isto de explorar o mundo sem sair do lugar? Que olhos levamos connosco? Ainda aqui estamos?

Como uma caminhada, fomos percor­rendo os jogos, sons e imagens da infância. Baralhámos o corpo adulto e tornámo-lo lúdico, frente a frente com o interior do pensamento, onde conspiramos para exercer a nossa utopia predilecta: a de sonharmos acordados.

 

Informações artísticas

Criação Bruno Alexandre
Cocriação e interpretação Francisco Rolo e Ana Jezabel
Música e sonoplastia Miguel Lucas Mendes
Desenho de Luz Cárin Geada
Cenografia Henrique Ralheta
Vídeo Matilde Real
Produção e Difusão Patrícia Soares e Filipe Metelo – Produção d’Fusão
Apoio à criação Fundação GDA, Musibéria, Estúdios Victor Córdon /OPART, Circolando, CAB – Centro Coreográfico de Lisboa e Companhia Olga Roriz
Agradecimentos Biblioteca Municipal de Marvila
Uma produção Escarpa Fictícia
Coprodução LU.CA – Teatro Luís de Camões