string(7) "#ffb408" Saltar para o conteúdo principal Mapa do Site Ajuda de navegação e acessibilidade web

Os livros do Teatro Praga

Há novos títulos a chegarem à Biblioteca do Público do LU.CA.

O Teatro Praga escolheu vários livros que orbitam à volta do espetáculo MACBAD.

 

 

ABZZZZ…, de Isabel Minhós Martins de Yara Kono, Planeta Tangerina 

 

“Há pessoas que resistem ao sono com todas as suas forças. (…) Mas já foi provado pela ciência que ninguém vive sem dormir.”

 

Aprendemos com a nossa maléfica de serviço e da pior maneira, que dormir é fundamental. Dormir é uma espécie de programa para arrumar o cérebro e prepará-lo para um novo dia com novos desafios. Abzzzz… guia-nos pelo abecedário até ao sono profundo.

 

 

PARA QUE SERVE, de José Maria Vieira Mendes e Madalena Matoso, Planeta Tangerina  

 

“Este é um livro que gosta mais de um mundo com perguntas do que de um mundo com respostas absolutas.”

 

Posso sempre continuar a perguntar? Por que é que tenho de escrever isto? Tenho de justificar esta escolha?  Não chega dizer que quanto mais perguntarmos maior fica o nosso mundo? Que para qualquer resposta há pelo menos 1000 perguntas novas? Precisam mesmo de mais razões? Ainda não leram este livro?  Estão à espera de quê?

 

SIMÃO SEM MEDO: OS JARDINS DAS CEREJEIRAS, de Miguel Granja e Beatriz Bagulho  

 

“As minhas aventuras no reino dos jardins das cerejeiras ensinaram-me que, na vida, não basta não ter medo.”

 

Para todes os corajoses que gostam de aventuras e de histórias avassaladoras. Um menino cheio de coragem que se põe à prova a cada passo que dá. A questão não é ter ou não ter medo. A questão é como conseguimos ultrapassá-lo.

 

 

O TIGRE NA RUA, Vários Autores, Bruaá Editora  

“Poemas sem idade que arremessam humor e absurdo contra lindas palavras ocas.”

 

Rir, rir muito e sempre. Rir de assuntos ligeiros e de assuntos sérios. Rir com os outros e aprender a rir de nós mesmos.

 

 

LEANDRO, REI DA HELÍRIA, de Alice Vieira, Editorial Caminho  

 

“Quero-vos como a comida quer ao sal, assim definiu a princesa o seu amor pelo pai.”

 

Um texto dramático. Uma peça de teatro. Baseado no Rei Lear de Shakespeare. Livro do Plano Nacional de Leitura. Tudo a bater certo. E, além desta conversa que os adultos adoram, a dúvida é: pode medir-se o Amor?