Saltar para o conteúdo principal Mapa do Site Ajuda de navegação e acessibilidade web
Pensamento

Miniconferência para miúdas e miúdos curiosos sobre namorar

Maria João Mayer Branco
14, 15, 16, 17 fevereiro
Na foto, Maria João Mayer Branco ri-se, com a maõ direita erguida à altura da boca.

Informações técnicas

Para famílias 16 fevereiro 16:30 | 17 fevereiro 11:30 e 16:30
Para escolas 14, 15 fevereiro 10:30
Sugestão etária + 8
Duração aprox. 40 minutos
Preço €3 preço único

Sinopse

O que é namorar?

Todos sabemos reconhecer os namorados: são aqueles dois que, ora se abraçam, ora se zangam, e parecem viver noutro lado, noutro mundo, separados do resto de nós.
Os namorados são estranhos, estão tomados pelo amor.
Namorar é muito bom e muito difícil porque o amor não facilita — traz alegria e traz tristeza, faz rir e faz doer, é uma paz e uma guerra, um «contentamento descontente», um «nunca contentar-se de contente».
O amor é uma loucura. E uma coisa muito séria, misteriosa. Que dá muito que pensar e perguntar, e sobre a qual vamos conversar.

 

Maria João Mayer Branco nasceu em Lisboa, em 1974. Estudou Filosofia na Universidade Nova de Lisboa e na Università degli Studi di Pisa (Itália) e doutorou-se com uma tese sobre Nietzsche. Ensina atualmente no Departamento de Filosofia da Universidade Nova de Lisboa. A par da atividade académica, faz traduções e tem escrito sobre exposições de artistas contemporâneos portugueses. Também aceita conversar, a qualquer hora do dia, embora não todos os dias. É mãe de um menino de cinco anos e tem vindo a aprender que a vida não é breve.

 

Fotografia: João Wengorovius