Saltar para o conteúdo principal Mapa do Site Ajuda de navegação e acessibilidade web
Leitura

A Bela Não Adormecia

Joana Bértholo e Mariana Magalhães
28 e 29 janeiro 2023

Informações técnicas

Famílias 28 e 29 janeiro: 11h30
Espaço Entrepiso
Classificação etária M/6
Público-alvo A partir dos 6 anos
Duração A confirmar
Preço €1 (preço fixo)

A Princesa está cansada, muito cansada. Tão cansada que só lhe apetece dormir. Há sempre tanto que fazer...

A Princesa está cansada, muito cansada. Tão cansada que só lhe apetece dormir. Há sempre tanto que fazer…. É uma maldição! No final de
mais uma semana de tarefas e compromissos a Princesa deita-se a descansar um bocadinho e não acorda mais. Não está morta, apenas dorme. Na sua mão, um telemóvel onde se lê: “Agora dorme, só o beijo do Teu Destino te despertará.” Qual será o Destino da Princesa? Que beijo é este? Terá consentimento — ou será com sentimento?

 

Joana Bértholo
Escritora e dramaturga: escreve para livros e para palcos. Formou-se em Design de Comunicação na Faculdade de Belas-Artes de Lisboa; e doutorou-se em Estudos Culturais, na Alemanha. Tem vários romances, livros de contos e um livro infanto-juvenil (O Museu do Pensamento) publicados pela Editorial Caminho; bem como outros textos noutras editoras. Tem um segundo livro infantil sobre o Cavalo-Marinho, com a INCM/Patológico. Em teatro, escreveu para o Festival Teatro das Compras e apoiou a dramaturgia de criações de muitos autores diferentes: Madalena Victorino, Raquel Castro, Cláudia Andrade, Rita Delgado, Carlos Marques, entre outros. Para os mais novos, colaborou com Filipe Caldeira e Catarina Gonçalves em Lusco-Fusco, e com João de Brito em Insuflável. A sua primeira peça (Quarto Minguante) estreou em 2018 no TNDMII, com encenação de Álvaro Correia. Seguiu-se Corpo-Arena, que devia ter estreado em Itália quando flagrou a pandemia; e Coisas Que Podiam Ser Ditas (sobre Otelo), em Novembro de 2022, para a Companhia Gato Que Ladra.

 

 

Mariana Magalhães

Mestrado em Artes Cénicas, variante interpretação e direção artística pela Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo; pós- graduação em dança contemporânea (ESMAE, 2017); Licenciatura em Teatro, variante interpretação (ESMAE, 2015); curso de Teatro na Falmouth University (programa ERASMUS); Curso de interpretação na Academia Contemporânea do Espetáculo (2012). Participou na primeira edição do projeto NÓS – Território (ES)cénico de Portugal e Galicia no espetáculo “Bilingue”, com encenação de Pedro Zegre Penim e texto de José Maria Vieira Mendes. Destaca o espetáculo “O Nome da Rosa”, encenação de Pedro Zegre Penim, “Uma Gaivota”, criação de Estrutura e Pedro Zegre Penim, “Maioria Absoluta”, encenação de Gonçalo Amorim, “Bonecas”, encenação de Ana Luena, “Língua” criação de Estrutura, “Universal Declaration of Human Rights”, encenação de Jorge Andrade. Desenvolveu com o colectivoRETORNO “Uma Frida” (2019, TNDMII), “Nina, Nina” (2018, Rua das Gaivotas 6) e “A Nossa Primavera” (2018, Rua das Gaivotas 6).

Apresentou a sua primeira criação individual “My Body is a Cage” com estreia no espaço CAL – Centro de Artes de Lisboa em Julho de 2022.

Encontra-se neste momento a concluir a licenciatura em Psicologia na Universidade de Lisboa.

 

Informações artísticas

Texto Joana Bértholo
Criação e interpretação Mariana Magalhães
Interpretação Nuno Pinheiro
Consultoria de Espaço Cénico Hugo Olim
Agradecimentos Agrupamento de Escolas D. Carlos I, Cristina Calado, Joana Oliveira, Francisco Rolo, José Rolo, Sofia Vitória e Diogo Melo